Texto para Refletir: Precisamos ser menos adultos e mais crianças


   De acordo com o mundo lá fora, criança não sente. Criança, quando chora, é manha, é pra chamar atenção. Criança quando fica com raiva, é por besteira, é ficar emburrado, é birra. Criança fica feliz com o brinquedinho novo, mas é só no susto, oh, que diferente!, depois esquece, larga. Dizem que sentimento de criança é fútil e passageiro. Basta distrair o pequeno: Quer comida, mas não tem, dá um brinquedinho que ele esquece… Mamãe saiu e não volta nunca mais, dá um brinquedinho que ele esquece… {De acordo com a população, criança não ama. Não sabe o que é amar, ainda não entende o sentido do amor… Falam isso tudo, e o que mais vejo é adulto frio, gente que esqueceu como sentir. Alguns são só raiva, com o coração cheio de mágoa; Outros só choram, choram… E tem ainda aqueles que só se sentem bem com o mal dos outros, porque não são capazes de serem felizes por si mesmos. A maioria também já não ama, confunde amizade, paixonite, tesão…Uns saem magoados, sem entender o que fizeram de errado. Enquanto outros saem magoando porque pensaram que era amor, mas olha só… não era… No final ninguém soube se entregar, ninguém soube amarPorque afinal de contas, é preciso saber sentir. Saber tirar o melhor do melhor para desfrutar disso tudo. Sem reduzir nada, mas balancear. Tudo isso leva tempo para se aprender, é complicado (eu mesma ainda estou tentando) mas tenha paciência… Isso que eles chamam de ser adulto não vale, não funciona! Ser adulto não é morrer, não é observar as coisas com o olho da razão. Que no fundo ninguém tem razão, e isso é só uma dica: Precisamos ser menos adultos e mais crianças, assim, levadas e curiosas! Querendo descobrir coisas diferentes, ter sentimentos novos. Crianças, no melhor sentido da palavra: Simples. 

  Achei este texto lá no Tumblr, fazia um bom tempo que eu não ia dar uma conferida lá no meu cantinho. Tantos textos lindos. Quando li este me identifiquei e achei legal postar aqui no meu novo mundo, meu Blog. 3Beijos para vocês, minhas gatchenhaxxx.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Ó a Blogueira - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo